Conheça alternativas para substituir windows

Conheça alternativas para substituir windows

Semm dúvida nenhuma, o Windows é o sistema operacional para computadores desktop e notebooks mais popular do mundo, ficando anos-luz à frente de outros famosos como o macOSX, da Apple, e o Ubuntu, feito à base de Linux. Além desses, é claro, existem muitos outros SOs interessantes que podem ser perfeitos para o que você procura em um computador.

Por isso, fizemos uma lista para você que quer sair desse mundo com os mesmos sistemas operacionais de sempre, principalmente o da Microsoft, mas também esses mais conhecidos. A ideia é relacionar os mais interessantes, além de falar um pouquinho de cada um para que você possa descobrir se vai se identificar com algum deles.

Vale lembrar que, na hora de optar por outro sistema operacional, é sempre bom levar em conta se ele vai satisfazer suas necessidades. Não esqueça que praticamente tudo que se utiliza em um computador possui compatibilidade com Windows e outros SOs mais populares, e muitas aplicações não vão poder ser usadas em qualquer sistema um  pouco diferente.

Confira a seguir oito alternativas legais para o Windows que você pode adorar!

eComStation

Desenvolvido originalmente pela Microsoft e a IBM, o eComStation já foi conhecido como OS/2 quando a empresa fundada por Bill Gates abriu mão do sistema e o passou integralmente à International Business Machines Corporation. Após ter se tornado por um tempo um dos concorrentes diretos do SO da Microsoft, o OS/2 teve seus direitos passados para a Serenity Systems e hoje se chama eComStation, apresentando diversos recursos e melhorias.

Hoje, o eComStation permite que usuários do OS/2 e do DOS executem seus programas em computadores atuais. Sua versão é paga, custando US$ 290, cerca de R$ 936, mas pode ser testada gratuitamente por meio desse website.

Haiku

O Haiku nasceu de uma briga com a Microsoft. Em 1998, a empresa Be Inc. criou o BeOS, que acabou tomando uma surra do Windows na concorrência. Porém, a companhia processou a Microsoft por ter feito pressão em companhias como Hitachi e Compaq para utilizarem unicamente seu sistema operacional. O acerto foi realizado fora dos tribunais, com a empresa fundada por Bill Gates tendo pago US$ 23,5 milhões (R$ 75,8 milhões) para a Be Inc.

O Haiku pode ser encarado como uma das alternativas ao Windows mais próximas de terem dado certo

Posteriormente comprada pela Palm, a Be Inc. levou também os direitos de seu sistema operacional, sobre o qual o Haiku é baseado. Trata-se de um programa de código aberto e que ainda está em fase Alfa de desenvolvimento, mas pode ser encarado como uma das alternativas ao Windows mais próximas de terem dado certo caso a Microsoft não tivesse uma política tão agressiva de mercado.

ReactOS

Utilizando a arquitetura do Windows NT, o ReactOS foi criado do zero como um sistema de código aberto sem usar Linux como base. A ideia dele é exatamente o contrário: tentar utilizar o Windows como um SO aberto de modo que ele seja compatível com todas as aplicações e drivers do sistema operacional da Microsoft.

Ainda em fase Alfa de desenvolvimento, o ReactOS tem como objetivo se tornar compatível com o Windows Server 2003

Ainda em fase Alfa de desenvolvimento, o ReactOS tem como objetivo se tornar compatível com o Windows Server 2003, sendo perfeito para quem quer mudar de ares, mas ainda mantendo uma aparência que lembra o bom e velho SO de Bill Gates.

Sílaba

O Syllable nasceu de uma comunidade online que pegou o código-fonte criado pelo norueguês Kurt Skauen com o nome de AtheOS, inspirado no AmigaOS, entre 1994 e 2001. Muitas de suas partes foram pegas do GNU Project e do Linux, e sua leveza e rapidez é impressionante. Para se ter uma ideia, a especificação recomendada para rodar esse sistema operacional é um processador Pentium com 32 MB de RAM. É isso mesmo: megabytes, e não gigabytes.

O Syllable é uma ótima opção para quem gostaria de botar para rodar aquele PC antiquíssimo

Apesar de não ter tantos atrativos quanto outros sistemas operacionais “independentes”, o Syllable é uma ótima opção para quem gostaria de botar para rodar aquele PC antiquíssimo com um SO de arquitetura mais moderna e superveloz.

SkyOS

Indo na contramão da maioria dos sistemas operacionais desta lista, o SkyOS não apresenta código aberto. Originalmente, você podia pagar pelo SO para desenvolver versões dele por sua própria conta, mas agora ele se encontra abandonado desde 2009. Ainda é possível baixar gratuitamente sua última versão Beta para testes.

EndlessOS

Feito com base em Linux pelo programador Matt Dalio, o EndlessOS se apresenta como um sistema operacional de tecnologia barata ótimo para dispositivos de baixo custo, cada vez mais populares. A especialidade do programa são os conteúdos offline e aplicativos educativos que não necessitam de conexão com a internet para funcionar. Saiba mais sobre o EndlessOS clicando aqui.

ChromeOS

O sistema operacional da Google, presente nos Chromebooks, é feito com base em Linux e funciona como uma versão expandida do navegador Chrome. Apesar de ser um sistema muito dependente da conexão com a internet, ele é leve, rápido e bastante intuitivo. Caso você não tenha um Chromebook, basta usar o Chromium OS, a versão de código aberto para ser instalada em qualquer computador.

andróide

Você deve estar se perguntado se a última entrada da lista não está errada de alguma maneira. Pois é, o Android não serve apenas como sistema operacional de smartphones e pode ser instalado em notebooks comuns e até desktops. Muitos já haviam tentado emular o Android em computadores, incluindo a Intel, e apesar de algumas limitações – como a impossibilidade de se abrir múltiplos aplicativos –, o programa roda bem mesmo fora de seu habitat natural, os dispositivos móveis.