AIDA: A fórmula mágica Marketing que você precisa conhecer ? 

 

AIDA.

Uma das fórmulas mais antigas do mundo  (início do século passado). Alguns acreditam que é obsoleto. Eu não. É a pedra angular de todas as fórmulas que têm vindo desde então até hoje.

Eu não estou exagerando quando digo que esta simples fórmula gerou bilhões de dólares em vendas.

Por gerações, redatores, publicitários e profissionais de marketing em todo o mundo têm confiado nela. Agora você vai descobrir o que é e como você pode se beneficiar de seu uso.

O que é AIDA?

A - Atenção: capturar a atenção dos seus clientes potenciais.

I - Interesse: desperta neles o interesse na solução você propõe.

D - Desejo: intensifica o desejo de ter para a sua solução.

A - Ação: Peça-lhes para agir de uma determinada maneira.

Não são poucas as teorias que tentam analisar o comportamento do consumidor. No meio digital o acrônimo AIDA (Atenção, Interesse, Desejo e Ação) é uma das ideias mais propagadas e defende um ciclo pelo qual as pessoas passam antes da conversão.

O conceito é bastante importante para quem trabalha com marketing digital, já que o design da página deve levar em conta cada um dos passos.

Este principio também é utilizado por muitos como uma pirâmide invertida. Esta forma de visualizar o principio de AIDA se assemelha muito à pirâmide da geração de leads (também chamado de funil de leads), onde o usuário passa do topo e afunila para a base.

O AIDA pode ser utilizado em diversos contextos dentro das ferramentas digitais, mas é conhecido principalmente por quem trabalha com a criação de landing pages e email marketing.

VEJA COMO FUNCIONA ABAIXO 

AIDA – Atenção

Para iniciar um processo de venda, é necessário receber atenção do seu consumidor. Dois empecilhos devem ser sanados para que isso se dê satisfatoriamente: primeiro, ser conhecido (num mundo de hoje em que a competição por atenção é tremenda), e, segundo, o fato de que, em geral, o interesse das pessoas não se encontra voltado para compras em tempo integral, o que faz com que necessitemos pensar modos de quebrar essa indiferença natural. Veja algumas dicas para chamar a atenção de seu cliente 

AIDA – Interesse

Agora que a atenção do cliente foi capturada, é necessário que se crie rapidamente um interesse em sua oferta. Para isso, um dos passos importantes é fazê-lo reconhecer que atravessa algum problema, tem uma necessidade a ser sanada ou que o produto pode satisfazer alguma espécie de desejo que ele tenha – o que não significa inventar dados, mas constatá-los e trazê-los como argumentos. São vitais nesse ponto apresentações do produto e exemplificações de outros grupos etários, profissionais ou sociais que se beneficiam ou se beneficiariam dele, endossando assim a necessidade do produto ou serviço. 

AIDA – Desejo

Agora que cavou esse interesse, o passo seguinte é apresentar o produto como agente de satisfação das necessidades, problemas ou desejos trabalhados (veja uma , Fale do produto ou serviço, seu funcionamento, suas vantagens em relação aos seus concorrentes mais relevantes, quais suas condições (garantias, forma de entrega ou prestação de serviço, manutenção e acessibilidade, em caso de falhas). Além disso, muitas técnicas podem produzir esse efeito, como promoções ou outras ocasiões raras (imperdíveis) e únicas. 

AIDA – Ação

Fechar a venda. Este é o último passo, aquele em que se concretiza o objeto em função de uma boa atuação nas outras etapas. Para reconhecer a entrada nesta fase de consumação, o vendedor deve estar atento aos sinais do seu interlocutor, encontrando-se assim em condições de solicitar o encaminhamento do pedido ou fechar o contrato. Não vá, no entanto, com “tanta sede ao pote”, pois a pressão pode ser uma grande inimiga. Seja cauteloso, repense o perfil do cliente (agora que já o conhece) e reforce aqueles benefícios que já foram apresentados e aceitos.

 

Atualizações Método AIDA

Depois desses quatro estágios, passados treze anos, Lewis ainda acrescentou um quinto estágio: a satisfação. É sabido que o custo de se conquistar um novo cliente é maior que o de manter um. Pensando nisso, acrescente a essas dicas o fato de que não deve o prestador de serviço ou comerciante descuidar-se do Com o passar dos anos, percebeu-se que o ponto final da venda não é somente a compra, mas a satisfação do consumidor com o produto comprado. Assim, muitos especialistas acrescentaram mais uma letra, o “S”, que significa Satisfação.


Satisfação – a satisfação com o produto e a conquista do cliente

Um cliente satisfeito é a melhor publicidade. Geralmente são investidos muito mais esforços para conquistar um novo cliente do que para manter um antigo. Assim, ações de pós-venda sempre colaboram para que essa etapa seja garantida.